Usa Flag / English Version Bandeira do Brasil / Versão em Português
CURRENT MOON
Lua atual

Sobre Asteróides

 

ASTERÓIDES são corpos menores que orbitam o Sol;
Objetos sem atmosfera;
Rochosos e metálicos;
Existem com tamanhos pequenos como uma pedra e chegam até centenas de Km;
A grande maioria dos asteróides se encontram em um “cinturão” que existe entre as órbitas de Marte e Júpiter, conhecido como “Cinturão de Asteróides”;
Exemplo:
Asteróide IDA – Dimensões: 56 Km x 24 Km x 21 Km;    
   
                             
                             imagem: nasa.gov
 
Quando um asteróide atinge a superfície da Terra após cruzar toda a atmosfera, onde sofre drástica redução de massa, em virtude da combustão pelo atrito com o ar (ficando incandescente - conhecido como Meteoro ou popularmente "estrela cadente"), torna-se então um Meteorito
 
Os meteoritos, ou pedras que caem do espaço, são raras e caras, disputadas por museus e colecionadores de todo o mundo.
 
A aproximadamente 50 mil anos atrás, um asteróidede 26 metros de diâmetro, viajando numa altíssima velocidade, venceu a atmosfera da terra, tornou-se um Meteoro incandecente, para em seguida chocar-se com o solo, na forma de um Meteorito, perto da cidade de Winslow (Arizona – USA), criando uma cratera de mais de 1,5 Km de diâmetro.
 
                     
                     imagem: mexicanskies.com
 
.
maior meteorito conhecido no mundo é o “Hoba West”, foi encontrado próximo de GrootfonteinNamíbia (África) em 1920. Tem 2,7 m de comprimento por 2,4 m de largura e peso estimado de 60 ton.
 
                           
                           imagembayumas3.blogspot.com
 
No BRASIL, o maior meteorito encontrado é o chamado Pedra de Bedengó, que caiu no sertão da Bahia, perto de Monte Santo, junto ao Riacho Bedengó. Foi descoberto em 1784 e está exposto no Museu Nacional, no Rio de Janeiro desde 1888.
Bedengó pesa 5,36 tone mede 2,20m x 1,45m x 0,65 m.
Trata-se de uma massa compacta de ferro e níquel, contendo outros elementos em quantidades menores. 
 
                               
                               imagemacd.ufrj.br
Bo!

Boletim Observe! do mês de agosto ...
Boletim Observe! do mês de agosto de 2021.
Nobres colegas. O Boletim Observe! do mês de agosto de 2021 está disponível no endereço eletrônico mencionado a seguir: http://www.geocities.ws/costeira1/neoa/observe.pdf Leia a edição atual ... Leia mais

Nobres colegas. O Boletim Observe! do mês de agosto de 2021 está ... Leia mais
27/07/2021
Jean_nicolini2

30 anos sem o Astrônomo Jean ...
30 anos sem o Astrônomo Jean Nicolini.
30 ANOS SEM JEAN NICOLINI Por Nelson Travnik* Laureado pela Sociedade Astronômica da França, SAF, com o prêmio “George Bidault d’ Isle”; perpetuado no Observatório Municipal de Campinas com seu nome, na ... Leia mais

30 ANOS SEM JEAN NICOLINI Por Nelson Travnik* Laureado pela Sociedade Astronômica da ... Leia mais
27/07/2021
Ice

Em Campinas há 24 anos, o gelo que ...
Em Campinas há 24 anos, o gelo que veio do espaço - por Nelson Travnik.
C I Ê N C I A Nelson Travnik EM CAMPINAS HÁ 24 ANOS, O GELO QUE VEIO DO ESPAÇO Na manhã do dia 11 de julho de 1997, Campinas foi palco de um fato insólito, único talvez no mundo. Nesse dia, entre 6h45 e ... Leia mais

C I Ê N C I A Nelson Travnik EM CAMPINAS HÁ 24 ANOS, O GELO QUE VEIO DO ... Leia mais
12/07/2021
Bo!

Boletim Observe! do mês de julho ...
Boletim Observe! do mês de julho de 2021
Nobres colegas. O Boletim Observe! do mês de julho de 2021 está disponível no endereço eletrônico mencionado a seguir: http://www.geocities.ws/costeira1/neoa/observe.pdf Leia a edição atual do ... Leia mais

Nobres colegas. O Boletim Observe! do mês de julho de 2021 está disponível no ... Leia mais
12/07/2021